EMEI ALUÍSIO DE AZEVEDO

Minha foto
SP, DRE Penha - Mooca - SP, Brazil
Fone: 2965-3891 End:Rua Farol Paulistano, 250 Responsável pelo blog Professora Elaine de O. Della Ripa.

sexta-feira, 31 de maio de 2013


O ATO DE ESCREVER A MÃO É UM EXERCÍCIO PARA O 

CÉREBRO

Via Blog Neurociências Em Benefício da Educação

Por Ana Lúcia Hennemann - out/2012

A tecnologia está cada vez mais presente em nosso cotidiano. A maioria de nossos textos são produzidos via teclado, isso é bom ou é ruim? No Brasil já existem escolas que disponibilizam laptops aos alunos; mas, de acordo com a neurocientista Karin Harman...

Na metade do ano de 2011 alguns jornais anunciavam o fim da escrita cursiva na maioria das escolas dos EUA. Entretanto no início deste ano (2012) a neurocientista Karin James Harman(foto) apresentou um projeto no sentido de conscientização de qual o papel da escrita no processo de aprendizagem.
Apesar de grande debate, Harman testemunhou a favor da inclusão da escrita cursiva nos currículos de todas as escolas públicas. Para a realização da pesquisa, as crianças escreviam cartas à mão e depois submetiam-se a uma ressonância magnética. Nestas, a atividade neural no cérebro mostrava-se mais avançada do que aquelas que digitavam no teclado. “A caligrafia envolve circuitos cerebrais diferentes do que a digitação. O contato de direção, e a pressão da caneta ou lápis envia uma mensagem para o cérebro. E o processo repetitivo da caligrafia "integra vias motoras no cérebro", disse ela.
Também, em pesquisa feita com universitários, comprovou-se que aqueles que escreviam suas anotações a mão, lembravam-se com mais facilidade do conteúdo do que os que faziam o registro em materiais tecnológicos.
Segundo a neurocientista o ato de digitar não tem o mesmo efeito que o ato da escrita. Pois conforme suas pesquisas: - a caligrafia pode mudar a forma como as crianças aprendem e desenvolvem seus cérebros. Sendo que as crianças pesquisadas conseguiram elaborar frases mais completas e criativas utilizando-se da escrita, do que as que utilizaram o teclado.
No entanto, os cientistas ainda não determinaram os benefícios do ensino ou não da letra cursiva, pois o que ficou comprovado é a questão da escrita no papel ao invés da escrita digitalizada. A escrita é um fator importante na promoção do desenvolvimento do cérebro e cognição, em aperfeiçoar as habilidades motoras finas, e em gerar, desenvolver e expressar ideias mais rapidamente.
Para aqueles que acham que ter letra legível é apenas uma questão de treino de caligrafia, enganam-se. Pois se faz necessário todo um trabalho de psicomotricidade começando pela motricidade ampla (“do corpo para o braço”) até chegar à motricidade fina (“do braço para o movimento dos dedos”



3 comentários:

  1. A pessoa que é responsável nesse blog é uma pessoa muito especial.
    Pois é uma pessoa que faz a diferença!
    Coloca em prática tudo ou quase tudo que absorve nos seus anos de magistério e Pedagoga. Uma pessoa que lê e interpreta seus alunos como ninguém. Dedicada, amorosa, profissional, competente!
    Ah se você fosse minha professora!
    Toda dia seria uma novidade né! Eu sei disso!
    Parabéns por ser essa pessoa que você se tornou!
    Você merece toda felicidade do mundo!
    Meu pedido hoje? Papai do céu! Conceda pra tua filha o que tanto ela almeja no seu coração. Ela, merece!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As atividades postadas são de toda escola e ficamos muito felizes com este tipo de comentário, nos dá energia para continuarmos a fazer cada vez melhor!

      Excluir
  2. Karin fico muito feliz pelo reconhecimento! Obrigada pelo carinho, até me emocionei!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, você é o número...

Contador de visitas